Quando pequena, muitos dos meus finais de semana eram enfiados no andar superior de uma livraria chamada Capitu.

Ali eu fiquei apaixonada pelo Babar (olha ele no cantinho entre os livros, na foto acima), muitas outras histórias e criei o hábito da leitura. Mesmo com todos avanços tecnológicos, não dispenso um bom livro impresso. Sempre que possível, volto de viagem com algum exemplar novo. E esse post é pra criar naqueles que tem esse mesmo hábito que eu, uma lista de livrarias pra visitar pelo mundo, que privilegiam um belo projeto de arquitetura/ decoração/ design.

Pra começar, uma bem pertinho, que eu já visitei e fiquei hoooooras sentada no chão vendo livros e encantanda com a atmosfera do lugar: El Ateneo, em Buenos Aires. Recomendo. E tem um café super simpático no que parece ter sido um palco, com cortinas de veludo dos lados, bem bacana.

  

Na linha de imóveis icônicos, meu queixo caiu quando vi a imagem dessa livraria em Maastricht, na Holanda. A Selexyz Bookstore se apropriou de uma antiga igreja dominicana e criou esse cenário mágico. E me deixou absolutamente encantada…

  

A Lello e Irmão, na cidade do Porto, nos leva para uma viagem através do estilo Art Noveau. Ela funciona desde 1906 e pra mim, a vantagem é que Portugal é bem mais perto que a Holanda e tenho a chance de visitar essa rapidinho!

  

Uma das livrarias mais pitorescas e fotografadas do mundo. Além de livraria, funciona como um antiquário de livros. Localizada em Paris, na frente da catedral Notre Dame, a Sheakspeare and Company também foi cenário do meu filme preferido de Woody Allen, Meia Noite em Paris.

  

Partindo para uma linguagem mais moderna qual dos projetos abaixo encanta mais?

The Bookabar Bookshop, em Roma, na Itália. Tem o interior de um branco resplandecente, teto curvilíneo e longas prateleiras. É arrojada e muito contemporânea, e além dos livros há também um simpático café.

  

Plural Bookshop, em Bratislava, na Eslováquia. Este edifício é praticamente uma grande escadaria, ladeada por estantes de livros dos dois lados e uma escada que acessa o subsolo. A ideia da escada permite que os livros fiquem expostos e acessíveis à todos de maneira bem descontraída.

  

Kid’s Republic, em Beijing, China. Essa livraria foi projetada para as crianças e é uma fita de arco-íris que interliga todos os ambientes. Ela passa pela sala de atividades no primeiro andar e sobe ao longo das escadas até a livraria, que fica no superior. Não há ordem nas estantes, o mobiliário é todo lúdico e as crianças podem se sentar onde preferirem e lerem os livros à vontade.

 

Para fecharmos, um exemplar nacional – a Livraria da Vila, em São Paulo. São várias unidades e todas tem projetos muito bacanas, do arquiteto Isay Weinfeld. Para ilustrar o post escolhi o projeto do shopping Cidade Jardim porque essa escada amarela conquistou meu coração.

  

Anúncios