O post de hoje é pros colecionadores. E não estou falando de obras de arte, e sim de tudo aquilo que a gente gosta muito e vai juntando de monte ao longo da vida! O bacana é assumir essas coleções como parte da decoração e projetar soluções interessantes para essa organização.

Nos projetos abaixo, nem percebemos que são coleções de tão discretas que estão expostas se tornando parte da decoração do ambiente. No projeto de Santos e Santos, as pinhas ficam expostas em prateleiras discretas no living e no projeto de Diego Revollo, os pratos Fornasetti ocupam uma das paredes da sala de jantar.

 

Na cozinha projetada para o chef Zeca d’Acampora, de Florianópolis, uma prateleira com iluminação expõe sua coleção de galinhas.

Um toque de arte brasileira nesses dois projetos – nichos para a coleção de mula manca e uma peça enorme para expor as figuras em barro e cerâmica.

 

Para o cliente de Roberto Migotto, a solução para organizar os diferentes carrinhos de ferro foi criar uma estante de vidro que também é divisória de ambientes.

E para a cliente de Moema Wertheimer – colecionadora de óculos – um projeto sob medida, com iluminação embutida e ganchos que expõe cada modelo.

Perceberam como a iluminação esteve presente em quase todas soluções? E que investir numa bela peça de marcenaria não é desperdício – e pelo contrário, é o que faz o charme e a diferença em quase todos projetos?

Então minha dica de hoje é que mesmo que sua coleção seja pequena, não seja tímido, não deixe as peças escondidas e espalhadas pela casa – concentre num único e pensado espaço. Você vai ver que sucesso que será!

 

Anúncios