Arquivos para o mês de: setembro, 2012

Esse é slogan da nova coleção de Ralph Lauren – The AlpineLodge, lançamento desse outono americano.

As imagens da campanha estão em perfeita sintonia com o clima frio que tem feito aqui em São Paulo, não acham? Mas o que realmente me chamou atenção nas imagens é a presença de tantos acessórios com galhadas de alces.

E aí lembrei que esse é um detalhe bem tradicional na decoração dos chalés de caça, e até aí ok. Mas eu tenho visto em muita decoração por aí, em ambientes urbanos também.

Apostaria em uma tendência forte vindo por aí…

Porque nem sempre consigo distanciar a arquiteta do meu gosto pessoal e algumas referências realmente poderiam fazer parte da minha casa pra sempre. Normalmente, nessas referências sempre há livros e mais livros – e dessa vez não foi diferente…

Criar uma passagem entre os ambientes, colocando a estante como protagonista eu nunca tinha visto e estou completamente encantada pelo resultado desse ambiente! As duas imagens são do apartamento de Ed Filipowski e Mark Lee, em Manhattan. Mais do projeto vocês podem ver aqui.

 

 

Pode e fica muito bom. Não é comum, porque todo mundo tem medo de paredes pretas… mas juro que quando vi o resutado dessa composição pensei imediatamente em dividir com vocês. É mais um daqueles posts de desmistificar uma “regra” e abrir a cabeça.

Pra equilibrar o tom sóbrio demais das paredes, qual foi a sacada? Preencher o espaço com muitos elementos em branco e uma outra cor, no caso o rosê, e colocar alguns detalhes mais românticos, quase femininos.

O branco traz claridade pro ambiente e equilibra o escuro das paredes e o rosê vira a cor de link para esses detalhes – vaso de flor, saboneteira, cortina da banheira… O espelho com moldura em outro velho é outro charme do ambiente e faz o par perfeito com as arandelas vintage.

Essa explicação toda é pra pensarmos como um banheiro mesmo. Agora, olha só essa mesma ideia das paredes pretas em lavabos como é que fica…

Aposto que você já começou a achar possível um pretinho por aí, não?