O primeiro bebê da família e não quer um quarto mais-do-mesmo, uma referência pra lá de atual!

Eu sou apaixonada por quartos de bebê não tradicionais. Gosto especialmente daqueles com cores que fogem dos habituais tons de azul pra menino, rosa pra menina e verde ou amarelinho pra pais sem criatividade. Penso que esse novo ser terá sua personalidade em formação nos próximos anos e muito tempo será passado dentro desse ambiente, assim é muito mais bacana ter cores, formas e desenhos que estimulem esse desenvolvimento. Afinal, não é porque ele é um bebê que não merece um quarto exclusivo!

Esse quarto reflete um pouco dessa decoração – a combinação do cinza com amarelo não nos deixa reconhecer nem o sexo do dono desse ambiente! A composição com o mobiliário em madeira e branco traz equílibrio nos tons e não deixa o ambiente infantil, apesar de manter o que é importante – no caso, os brinquedos e livros – à mão, enquanto o adesivo (ou seria papel de parede?) com listas verticais ajuda a dar a sensação que o ambiente é ainda mais alto.

Ah, vai dizer que não convenci vocês que assim é bem mais legal?

Anúncios