Arquivos para posts com tag: corredor

Eu acredito que uma boa casa é aquela preenchida por memórias, mobiliário, quadros e objetos armazenados com o tempo. O lugar que normalmente reune isso é a estante, de todas as peças de decoração nenhuma transparece mais a personalidade e o estilo dos moradores do que essa.

  

Como novidade, posso comentar desses novos recortes, não ortogonais que formam as divisões das prateleiras… vocês ainda vão ver muito disso por aí, pode apostar!

As peças coloridas com laca ou tinta automotiva ainda não são comuns, mas achei essa estante amarela um arraso! Outro diferencial para apostar!

 

Elas podem aparecer numa alternativa de aproveitamento total do espaço como nesse corredor, ou contornando a porta nesse home office. Projetos publicados na Revista Casa e Jardim.

  

Nessas opções sociais, recortes diferenciados, papel de parede aplicado no fundo e a laca preta fazendo o pano de fundo perfeito pras suas lembranças preferidas!

 

 

Na hora de produzir, livros e quadros são sempre combinações de sucesso!

  

Organizar peças decorativas por tonalidade também ajuda, e muito no resultado decorativo. Aproveite o feriado e comece a organizar a sua estante agora!

Depois de falar de alguns pisos possíveis (nesse post http://wp.me/p22M2p-33) vou falar como arrematar essa colocação com o rodapé ideal. A função principal do rodapé é essa mesmo, arrematar o encontro entre o piso e a alvenaria. Nem sempre a colocação do piso fica perfeita, bem rente à parede e aí que ele entra para corrigir esse detalhe e proporcionar um acabamento mais caprichado. Sua espessura normalmente varia de 1 a 3 cm e a altura padrão é de 7cm, mas podemos encontrar peças de até 45cm!

   

Essas diferenças na altura acabam proporcionando diferentes leituras de ambientes e quanto maior o rodapé, mais requinte percebemos na decoração. Porém, é importante ter cuidado com as localizações e alturas de tomadas, pois não é elegante ter o rodapé recortado, elas devem ficar acima ou encaixadas no mesmo. Assim como as tomadas, outro recurso interessante é encaixar pontos de luz no rodapé, criando um efeito decorativo totalmente novo para ambientes monótonos como corredores.

   

Durante muito tempo vimos o mesmo material do piso aplicado no rodapé, mas isso não é uma regra. Particularmente, eu acho muito mais elegante e moderno combinar o rodapé com a guarnição das portas (pra quem não está familiarizado com o termo, guarnição é esse acabamento que existe nos dois lados do batente das portas). E por esse motivo, defendo os rodapés em tons brancos, porque essa é a cor da maioria das portas. Para atingir esse resultado podemos usar rodapés em mdf, madeira ou em poliestireno extrusado (EPS) com demãos de pintura sobre o material. Apesar dos fornecedores prometerem o contrário, considere sim que a pintura é necessária. Após a colocação o material estará nitidamente sujo e danificado, atingindo o resultado ideal somente com algumas demãos de tinta sobre ele.

   

Porém, não é em toda situação que o rodapé branco em madeira vai funcionar. Em ambientes onde a presença de água é constante e a praticidade na limpeza é prioridade, eu defendo o uso do mesmo material do piso no rodapé. Por exemplo em cozinhas, lavanderias, banheiros e eventualmente nos lavabos o ideal é seguirmos essa lógica, quando o ambiente não tem revestimento de cerâmica, porcelanato ou pastilha nas paredes.

    

E, quem tiver uma mão de obra muito caprichada pode optar por embutir o rodapé na parede como um perfil, com um resultado charmoso assim…